Angela Merkel é a mulher mais poderosa do mundo

Em segundo lugar na lista da revista Forbes está a secretária de Estado americana, Condoleezza Rice

Efe,

31 de agosto de 2007 | 03h49

A chanceler alemã, Angela Merkel, é a mulher mais poderosa do mundo, num grupo de 100 mulheres líderes de Governos e de empresas, segundo a revista americana "Forbes". A lista inclui ainda a presidente do Chile, Michelle Bachelet. No segundo lugar na lista apresentada todos os anos pela publicação figura a secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, seguida pela vice-primeira-ministra da China, Wu Yi. Depois delas vêm as americanos Indra Nooyi, diretora-executiva da empresa PepsiCo; Anne Mucahy, diretora-executiva da Xerox; e Sallie Krawcheck, diretora do consórcio bancário Citigroup. Melinda Gates, mulher de Bill Gates, dono do gigante de informática Microsoft, ocupa o 12º lugar, seguida pela presidente do Partido Nacional do Congresso da Índia, Sonia Gandhi, e pela apresentadora de televisão Oprah Winfrey. Bachelet, a única latino-americana na lista, ocupa o 17º lugar, superando a senadora e pré-candidata presidencial do Partido Democrata Hillary Clinton, 18ª. A primeira-dama dos Estados Unidos, Laura Bush, ocupa o lugar número 43. Nancy Pelosi, líder da maioria democrata na Câmara de Representantes, está em 48º.

Tudo o que sabemos sobre:
Angela MerkelForbes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.