Angela Merkel pode estar sendo espionada desde 2002

O celular da chanceler alemã Angela Merkel pode estar sendo monitorado pelo serviço de informações dos Estados Unidos desde 2002, segundo artigo da mais recente edição do Der Spiegel. Citando um trecho de documento da Agência Nacional de Segurança dos EUA, o artigo diz que o mandato de espionagem estava em vigor semanas antes de o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, visitar Berlim em junho.

Agência Estado

27 de outubro de 2013 | 15h44

Em 2002, Merkel era presidente do grupo de parlamentares da União Democrata Cristã e o partido irmão da Bavária, a União Social Cristã. Ela foi eleita chanceler em 2005.

Nenhum porta-voz do governo alemão foi encontrado para comentar a notícia. Um representante da Embaixada dos EUA na Alemanha não quis comentar a informação do Der Spiegel quando contactado por telefone. Fonte: Dow Jones Newswire.

Tudo o que sabemos sobre:
AlemanhaMerkelespionagemEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.