EFE/EPA/ANDREW MCCONNELL / HANDOUT HANDOUT EDITORIAL USE ONLY/NO SALES
EFE/EPA/ANDREW MCCONNELL / HANDOUT HANDOUT EDITORIAL USE ONLY/NO SALES

Angelina Jolie faz visita humanitária à fronteira entre Colômbia e Venezuela

Atriz ficará dois dias na região, onde já conheceu colombianos que hospedam refugiados venezuelanos

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2019 | 03h59

Angelina Jolie esteve nesta sexta-feira, 7, na fronteira da Colômbia com a Venezuela para observar diretamente a ajuda humanitária aos venezuelanos que diariamente abandonam o país. A viagem havia sido anunciada no mesmo dia pela Agência das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), com a qual a atriz trabalha há sete anos.

Angelina cumprirá uma missão de dois dias. Durante esse período, ela verá uma forma para que a Colômbia e outros países receptores da América do Sul enfrentem a crise migratória, que transformou os venezuelanos em um dos maiores grupos de populações deslocadas do mundo.

Enviada especial da Acnur, a atriz e produtora colabora ativamente com missões humanitárias da Organização das Nações Unidas desde 2001.

Na Colômbia, Angelina está acompanhada pela alta comissária adjunta para os refugiados, Kelly Clements, e foi recebida por autoridades e representantes de entidades que colaboraram nos esforços para ajudar a comunidade venezuelana. Nesse primeiro dia, ela também se reuniu com colombianos que hospedam refugiados venezuelanos.

A última vez que Angelina esteve na América Latina para uma missão diplomática também teve relação com o êxodo de venezuelanos ao Peru, em outubro de 2018. Anteriormente, em julho, a atriz tinha visitado um campo de refugiados no Iraque e, em fevereiro, a região de Bangladesh, onde estão mais de 700 mil refugiados rohingyás.

Em parceria com a Organização Internacional para as Migrações (OIM), a Acnur informou que o número de venezuelanos deixando o país por causa da crise já supera a barreira dos quatro milhões. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.