Angola deve ser generosa com partidários de Savimbi, diz FHC

O presidente Fernando Henrique Cardoso reagiu hoje ao anúncio da morte do guerrilheiro angolano Jonas Savimbi, líder da Unita, lembrando que "o Brasil sempre apoiou o governo do (presidente de Angola, José) Eduardodos Santos". "Acho que agora é oportunidade de avançar mais,mas acho também que o governo de Angola tem que ter uma visãorealista e generosa", comentou Fernando Henrique, ao sair dareunião da Cúpula Progressista de Estocolmo. "Não aproveitar amorte de Savimbi para massacrar seus partidários. É o momento dagenerosidade." Os dois presidentes tinham um almoço marcado para apróxima sexta-feira em Brasília, que agora Fernando Henrique nãosabe se vai mesmo ocorrer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.