Anistia alerta para leis internacionais de guerra

A Anistia Internacional conclamou hoje os Estados Unidos, seus aliados e o regime do Taleban a respeitarem as leis internacionais de guerra. "Grupos vulneráveis, tais como de mulheres e minoria étnicas, não podem estar sujeitos a maiores abusos. Combatentes capturados devem ser tratados como prisioneiros de guerra ,de acordo com a Terceira Convenção de Genebra", afirmou a organização de direitos humanos em comunicado emitido em Londres. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.