Annan chega ao Irã para discutir aplicação da resolução da ONU

O secretário-geral da ONU, Kofi Annan, cheganeste sábado ao Irã, próxima etapa de sua viagem pelo Oriente Médio com objetivo de obter apoio à aplicação da resolução 1.701 do Conselho de Segurança, que deu fim ao conflito entre Israel e o Hezbollah. A resolução também determina o posicionamento do Exército libanês e de tropas multinacionais da ONU no sul do país, considerado reduto do Hezbollah e uma das áreas mais castigadas pela guerra nãoDeclarada. Segundo a imprensa local, Annan permanecerá no país dois dias, após uma escala no Catar. Ele deve se reunir com o presidente Muhammad Ahmadinejad e várias autoridades. Além do conflito no Líbano, o programa nuclear iraniano estará na agenda. Ahmadinejad insistiu esta semana em sua intenção de manter seu programa nuclear para fins pacíficos. Há dois dias acabou o prazo dado pela ONU ao Irã para que suspendesse o enriquecimento de urânio. O Irã, assim como a Síria, é considerado o maior aliado do grupo xiita Hezbollah, cujas ações considera uma "resistência legítima" contra a ocupação de território libanês. Annan afirmou que o presidente sírio, Bashar al-Assad, com quem se reuniu em Damasco, prometeu plena cooperação para a aplicação daresolução 1.701 da ONU.

Agencia Estado,

02 de setembro de 2006 | 04h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.