Annan critica ênfase dos países ricos na guerra ao terror

O secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, fez um alerta aos Estados Unidos e outros países ricos, dizendo que um foco muito estreito no combate ao terrorismo pode levar a uma deterioração da situação mundial e ameaçar direitos humanos. Dirigindo-se aos participantes do Fórum Econômico Mundial, o chefe da ONU disse que o terror ?tem o potencial de exacerbar divisas culturais, étnicas e religiosas?.Numa crítica dura, aparentemente dirigida ao governo americano, Annan afirmou que a guerra ao terror também tem o potencial de agravar tensões do mesmo tipo, ?além de trazer preocupação quanto à proteção dos direitos humanos e liberdades civis?.A guerra ao terror, segundo o secretário, ?afastou perigosamente? a atenção mundial de questões urgentes - como pobreza, fome e doença. Para Annan, chegou a ?hora de reequilibrar a agenda mundial?.Enquanto os ?membros mais privilegiados? da ONU estão ?compreensivelmente preocupados? com o terror, as Nações Unidas ?também têm de proteger milhões de nossos irmãos e irmãs de ameaças mais familiares como pobreza, fome e doenças letais?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.