Annan defende saída de ditador sírio em artigo

Um dia depois de anunciar que deixará o cargo de enviado especial da ONU e da Liga Árabe à Síria, o ex-secretário-geral das Nações Unidas Kofi Annan escreveu um artigo no jornal britânico Financial Times defendendo a saída de Bashar Assad do poder. No texto, Annan também criticou a comunidade internacional, incluindo os presidentes Vladimir Putin, da Rússia, e Barack Obama, dos EUA. "Rússia, China e Irã devem se esforçar para persuadir o líder sírio a mudar o curso e adotar uma transição política, percebendo que esse governo perdeu toda a legitimidade", escreveu. / G.C.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.