Annan diz que Assad fracassou em enviar sinal de paz

O presidente da Síria, Bashar Assad, fracassou em enviar o "sinal de paz" exigido, disse nesta terça-feira o enviado especial da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Liga Árabe para a Síria, Kofi Annan, ex-secretário da ONU. Annan disse que o exército sírio continuou "a deslanchar operações militares" contra alvos civis nos últimos dias, antes da entrada em vigor da trégua nesta terça-feira. Annan também disse que os soldados não foram retirados das cidades e centros urbanos.

AE, Agência Estado

10 de abril de 2012 | 14h53

Annan fez as declarações em comunicado ao Conselho de Segurança da ONU.

Annan está nesta terça-feira em Teerã, após visitar campos de refugiados sírios no sul da Turquia, informou a agência France Presse (AFP). O governo do Irã é o principal aliado regional do regime sírio.

Segundo Annan, as tropas se retiraram de algumas cidades mas passaram a atacar outros alvos civis. "Os dias anteriores a 10 de abril poderiam ter sido uma oportunidade para o governo da Síria enviar um forte sinal político de paz", disse Annan. "Mas nos últimos cinco dias ficou claro que esse sinal não foi enviado". Annan disse que uma "mudança fundamental de curso" da parte de Assad é necessária para que se chegue a um cessar-fogo nas próximas 48 horas.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.