Annan diz que não pode pressionar Líbano e Síria na troca de embaixadores

O secretário-geral da ONU, Kofi Annan, numa entrevista ao jornal árabe internacional"Al-Hayat", afirmou que não pode pressionar Síria e Líbano para que troquem embaixadores. "Não posso exercer pressão sobre a Síria neste assunto. Eles afirmam que é uma questão relacionada com a soberania", afirmou. O Conselho de Segurança da ONU pediu à Síria e ao Líbano, através da resolução 1.680, que estabelecessem relações diplomáticas, algo que nunca tiveram desde que conseguiram sua independência da França, em 1943 e 1946. A atitude é interpretada como uma rejeição síria à soberania libanesa. Annan visitou os dois países como parte da viagem pela região para conseguir apoio ao cessar-fogo entre Israel e o Hezbollah, que começou dia 14 de agosto. Em suas declarações, Annan disse não ser necessário emitir uma nova resolução sobre o conflito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.