Annan irá participar de reunião sobre crise das charges

A ONU confirmou nesta quinta-feira que o secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, participará no próximo sábado, no Catar, da reunião para analisar a crise gerada pelas caricaturas sobre o profeta Maomé.O porta-voz da ONU, Stéphane Dujarric, anunciou que também participarão o alto representante para a política externa da União Européia (UE), Javier Solana, e os ministros das Relações Exteriores da Espanha, Miguel Ángel Moratinos, e da Turquia, Abdullah Gul.Também participarão os ministros de exteriores da Áustria e do Catar, assim como o secretário-geral da Organização da Conferência Islâmica e o da Liga Árabe.A reunião acontecerá um dia antes da segunda reunião do grupo de alto nível da Aliança das Civilizações, que começará no domingo e durará dois dias.A Aliança de Civilizações é um projeto da ONU idealizado pelo presidente do governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, e o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan.Annan nomeou um grupo de analistas, entre os quais estava o ex-presidente iraniano Mohammed Khatami e o prêmio Nobel da Paz 1984, Desmond Tutu, para que apresentassem recomendações práticas e vias para fechar a brecha entre o mundo ocidental e o islâmico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.