Annan não será mais enviado da ONU na Síria

Kofi Annan vai deixar o posto de enviado especial da Liga Árabe e da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Síria, informou o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, nesta quinta-feira, na medida em que a guerra civil em território sírio sai cada vez mais do controle.

AE, Agência Estado

02 de agosto de 2012 | 12h22

Ban anunciou a renúncia de Annan "com profundo pesar". Annan, que foi indicado para o cargo em 23 de fevereiro, vai deixar as funções em 31 de agosto. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaAnnanrenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.