Annan pede permanência da ajuda financeira à Palestina

O secretário-geral da ONU, Kofi Annan, pediu que os governos não interrompam a ajuda financeira à Autoridade Nacional Palestina, que será controlada pelo movimento islâmico Hamas. Annan destacou, em uma entrevista em Genebra, que o governo palestino se encontra em uma grave crise financeira. Annan, porém, deixou claro que a comunidade internacional espera que Hamas se transforme definitivamente em um partido político se quiser contar com o apoio dos governos estrangeiros. Para o dirigente máximo da ONU, o Hamas tem três meses para tomar esse novo caminho. Além disso, Annan espera que o novo governo palestino mantenha os compromissos assumidos pela gestão anterior, principalmente o Acordo de Olso. A ONU ainda pede que o Hamas renuncie ao uso da força. "Não esperamos que o façam tudo isso ao mesmo tempo", reconheceu Annan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.