ANP afirma que Israel deve ser ´riscado da face da terra´

O porta-voz do governo da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Ghazi Hamad, do movimento islâmico Hamas, afirmou nesta quarta-feira que Israel deve ser "riscado da face da terra". Numa primeira reação à morte de 22 palestinos na Cisjordânia e em Gaza, Hamad, considerado um moderado no partido, afirmou que Israel "não é um Estado de seres humanos, e sim de animais". "São animais, um Estado formado por criminosos que deve ser apagado da face da terra", disse à imprensa. Hamad respondeu assim à morte, nas últimas horas, de 22 palestinos, 17 deles na localidade de Beit Hanun, no norte da Faixa de Gaza, e cinco no distrito de Jenin. Entre as vítimas em Gaza há pelo menos cinco mulheres e quatro crianças, a menor com menos de 1 ano, mortas durante uma série de bombardeios do Exército israelense, sendo que um deles atingiu uma casa.

Agencia Estado,

08 Novembro 2006 | 04h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.