ANP diz que busca de jornalistas de Fox "vai por bom caminho"

O Governo da Autoridade Nacional Palestina(ANP) disse nesta sexta-feira que as investigações para libertar dois jornalistasda rede americana "Fox", seqüestrados em Gaza no último dia 14, "vaipor um bom caminho". O anúncio foi feito no início das orações de sexta-feira peloministro do Interior, Said Siyam, que não forneceu mais detalhes. O correspondente americano Steve Centanni, de 60 anos, e ocinegrafista neozelandês Olaf Wiig, de 36, foram seqüestrados poruma organização armada denominada "Brigadas da Sagrada Jihad" naCidade de Gaza. Os seqüestradores, que mostraram em um vídeo os jornalistascativos e em bom estado, exigem a presença de representantes dosEstados Unidos para negociar uma troca dos dois por "os prisioneirosmuçulmanos" em poder desse país. O primeiro-ministro palestino, Ismail Haniyeh, do Movimento deResistência Islâmica (Hamas), recebeu na quinta-feira à noite em seuescritório a mulher de Wiig, Ana McNaught, e lhe garantiu que asautoridades e os organismos de segurança "buscam (os jornalistas) emtodos os cantos". Jornalistas estrangeiros foram detidos em diferentes ocasiões naFaixa de Gaza e também na Cisjordânia, mas nunca por tanto tempo. Fontes palestinas informaram hoje que os seqüestradores,duramente condenados por "atentar contra os interesses palestinos",ofereceram outras oito horas, a partir do meio-dia de amanhã, oprazo original, para que suas exigências sejam satisfeitas. Caso contrário, Wiig e Centanni terão que enfrentar asconseqüências, segundo o grupo armado, que não especificou quaispodem ser. Haniyehdisse à mulher de Wiig e aos jornalistas que o "Governorejeita o método dos seqüestros, pois constituem uma violação dosvalores e da tradição do povo palestino".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.