ANP espera rápida libertação de jornalistas sem negociação

O Governo da Autoridade Nacional Palestina(ANP) conta com que os jornalistas da rede de televisão "Fox News"seqüestrados em Gaza sejam libertados em um prazo máximo de doisdias, sem que para isso seja necessário negociar com osSeqüestradores. Horas antes de o prazo dado pelos seqüestradores ter chegado aofim, à meia-noite deste sábado (18h de Brasília), o porta-voz doMinistério do Interior palestino, Khaled Abu Helal, informou quelibertação está perto. O porta-voz do Governo, Ghazi Hamad, acrescentou dizendo: "esperoouvir boas notícias dentro de dois dias". Abu Helal afirmou que o ministro do Interior, Said Siam, "está emcontato direto com as partes palestinas, que por sua vez têm contatocom os seqüestradores". No entanto, o porta-voz ressaltou que o Ministério não estánegociando com os seqüestradores, mas se esforçando "para que osrepórteres sejam libertados sãos e salvos". O jornalista Steve Centanni, americano de 60 anos, e ocinegrafista Olaf Wiig, neozelandês de 36, foram seqüestrados emGaza no último dia 14, mas o grupo que os mantém cativos nãoinformou sobre os dos dois até o dia 23, quando emitiu um comunicadoe um vídeo de seus reféns. No comunicado, os seqüestradores dizem pertencer a um grupo atéagora desconhecido, as "Brigadas da Sagrada Jihad", que não se sabese é palestino ou infiltrado, e pedem, em troca da liberdade dosjornalistas, que todos os presos muçulmanos dos Estados Unidos sejamlibertados. Em sua nota, o grupo dava um prazo de 72 horas, a partir dameia-noite da quarta-feira, para que as exigências fossem atendidas.Desta maneira, chegaria ao fim na meia-noite deste sábado, conformeinformado, entre outros lugares, na página de internet da Fox.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.