ANP manda palestinos deixarem escritórios de Ramallah

A Autoridade Nacional Palestina ordenou a desocupação dos escritórios em Ramallah, por temerem uma represália israelense depois do atentado cometido ontem, na Páscoa Judaica, quando um suicida palestino detonou uma bomba numa recepção em um hotel na cidade de Netania, ao norte de Tel Aviv, matando 19 pessoas e deixando mais de cento e vinte feridas.Aumentaram os rumores sobre uma eventual ordem para que os estrangeiros residentes nesta cidade abandonem a região pelo mesmo motivo, mas representantes diplomáticos europeus em Ramallah desconhecem o assunto. A ONU e outras organizações internacionais deram instruções ao pessoal local para antecipar o fechamento dos escritórios.O medo de que israelenses ataquem Ramallah hoje à noite, onde está confinado o líder da Autoridade Nacional Palestina, Yasser Arafat, é grande.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.