Anti-semitas incendeiam escola no Canadá

Um incêndio destruiu parte da biblioteca e danificou computadores de uma escola judaica de Montreal nesta segunda-feira. Nas paredes da escola, a polícia encontrou mensagens de conteúdo anti-semita.A polícia de Montreal não comentou como teve início o incêndio, mas o primeiro-ministro canadense, Paul Martin, disse que a escola United Talmud Torahs, que estava fechada no momento do atentado, foi atacada com bombas incendiárias. O conteúdo das mensagens também não foi revelado pelas autoridades policiais locais. O porta-voz da polícia, Yves Surprenant, apenas declarou que "o que estava escrito revela que foi um crime motivado pelo ódio".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.