Antiga casa do papa é pichada com palavras obscenas

A polícia da Alemanha informou hoje que a casa onde o papa Bento XVI nasceu, no sul da Alemanha, amanheceu com pichações obscenas. O porta-voz da polícia, Andreas Guske, disse que as autoridades não vão divulgar as palavras, mas que elas "são um exemplo de difamação do campo da obscenidade".

AE-AP, Agência Estado

13 de abril de 2010 | 15h00

As inscrições em tinta azul foram feitas na parede de entrada da casa, localizada na cidade de Marktl, na Baviera. Segundo o porta-voz da polícia, as palavras não foram dirigidas especificamente ao papa, que tem sido duramente criticado por um suposto acobertamento de casos de abuso sexual de crianças por padres.

O assistente da pastoral Ludwig Raischl disse à agência de notícias DAPD que a pichação foi removida depois que a polícia colheu amostras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.