Antigos aliados de Saddam passam meses na solitária

Os militares americanos escolheram a dedo antigas autoridades do regime de Saddam Hussein para submeter a abusos particularmente cruéis, descobriu a Associated Press. Alguns membros do alto escalão da ditadura de Saddam foram submetidos a meses de solitária, sem previsão de término.Os ex-aliados de Saddam foram identificados apenas como "prisioneiros de alto valor" em um relatório confidencial produzido pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV). O relatório não revela quem eram os detidos, mas uma pessoa que discutiu o documento com autoridades do CICV disse que, entre eles, estão muitos dos suspeitos presentes em um baralho de 55 cartas divulgado pelo Pentágono para identificar os homens mais procurados do antigo regime iraquiano."Desde junho de 2003, mais de uma centena de ´prisioneiros de alto valor´ passaram cerca de 23 horas por dia na solitária, em pequenas celas de concreto sem poder ver a luz do dia", denuncia o relatório entregue às forças de ocupação em fevereiro."Submeter essas pessoas à solitária continuamente, durante meses, constitui uma grave violação à terceira e à quarta Convenções de Genebra", diz o relatório, de 24 páginas. O CICV confirmou a autenticidade do documento depois de sua publicação pelo Wall Street Journal. Porta-vozes da Cruz Vermelha recusaram-se a comentar o conteúdo do relatório e não identificaram os prisioneiros em questão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.