Antilhas Holandesas deixam de existir

As Ilhas de Curaçao e St. Maarten, no Caribe, ganharam, na prática, independência do reino holandês, graças à dissolução das Antilhas Holandesas. Ambas terão maior poder administrativo e arrecadarão os próprios impostos. Os territórios vão compartilhar um banco central e uma Suprema Corte. A rainha holandesa continuará sendo a chefe de Estado, supervisionando as Relações Exteriores e a Defesa. Os cidadãos das ilhas permanecerão sendo holandeses, com passaportes do país europeu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.