AFP PHOTO / EDUARDO MUNOZ ALVAREZ
AFP PHOTO / EDUARDO MUNOZ ALVAREZ

António Guterres toma posse como novo secretário-geral da ONU

O português, que entre 2005 e 2015 trabalhou como alto-comissário da ONU para os Refugiados, foi eleito em outubro pelos 193 Estados-membros para dirigir a organização

O Estado de S. Paulo

12 Dezembro 2016 | 17h11

NAÇÕES UNIDAS - O português António Guterres tomou posse nesta segunda-feira, 12, como novo secretário-geral das Nações Unidas, posto no qual substituirá a Ban Ki-moon a partir do dia 1º.

"Eu, António Guterres, juro solenemente exercer com toda a lealdade, discrição e consciência as funções que me são confiadas como secretário-geral das Nações Unidas", disse em inglês o ex-primeiro-ministro de Portugal no plenário da Assembleia-Geral da ONU.

Em uma breve cerimônia, Guterres se comprometeu, além disso, a não aceitar instruções de nenhum governo ou outra autoridade no exercício de suas responsabilidades.

O português, que entre 2005 e 2015 trabalhou como alto-comissário da ONU para os Refugiados, foi eleito em outubro pelos 193 Estados-membros para dirigir a organização.

No ato de hoje, as Nações Unidas encenaram a transferência de poderes, dando as boas-vindas ao próximo secretário-geral e prestando homenagem a Ban.

O diplomata sul-coreano mostrou-se convicto de que Guterres "navegará com sucesso" os muitos desafios do cargo e levará a organização a novas conquistas.

O secretário-geral destacou nesse sentido que passa o bastão a um homem "de integridade e princípios".

"Durante os últimos dez anos, o secretário-geral Ban liderou a ONU com inquebrantáveis princípios para o bem", afirmou, por sua vez, o presidente da Assembleia Geral, Peter Thomson.

Como grandes pilares do legado de Ban, Thomson destacou o acordo de Paris sobre a mudança climática, as novas estratégias de desenvolvimento e seu trabalho em favor da igualdade de gênero. / EFE

Mais conteúdo sobre:
ONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.