Antraz chega ao setor de correspondência da Casa Branca

A rede de TV CNN informou que foram encontrados "traços" da bactéria antraz na instalação militar que processa a correspondência remetida para a Casa Branca. Segundo a emissora, esporos de antraz foram encontrados em uma máquina que separa correspondência para a sede do governo dos EUA. A correspondência é enviada a essa instalação pela agência do Correio de Brentwood, a mesmo em que dois funcionários morreram recentemente de infecção pulmonar por antraz. O setor de correspondência fica distante da Casa Branca propriamente dita. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.