Anulação de primária pode afetar apoio a democratas na Flórida

Um em cada quatro democratas da Flóridadiz que ficará menos inclinado a apoiar o candidato do partidona eleição presidencial de novembro caso os resultados daeleição primária no Estado sejam desconsiderados, segundopesquisa divulgada na terça-feira. Para 89 por cento das 600 pessoas ouvidas (todas filiadasao Partido Democrata e habituadas a votar), é importante que osdelegados da Flórida possam participar na convenção nacional deagosto, que vai escolher o candidato do partido à Presidência. Para 24 por cento, seu voto no candidato escolhido seriamenos provável caso os delegados da Flórida não participem. A direção nacional do partido anulou as primárias daFlórida e de Michigan porque os diretórios estaduaisanteciparam demais a votação, para ganhar influência no cenáriopolítico. A pesquisa foi realizada entre sábado e segunda-feira pelaSchroth, Eldon & Associates para os jornais The Miami Herald,St. Petersburg Times e a TV Bay News 9. A margem de erro é de 4pontos percentuais. Mais de 1,7 milhão de democratas da Flórida votaram naprimária de 29 de janeiro, estabelecendo um recorde no Estadoque decidiu a eleição presidencial de 2000 por 537 votos emfavor do republicano George W. Bush. A senadora Hillary Clinton venceu as primárias democratasda Flórida e de Michigan, e reivindica os respectivosdelegados. Barack Obama, que lidera a contagem nacional dedelegados e nem fez campanha nesses dois Estados, diz torcerpor uma solução justa para o problema. Na segunda-feira, o diretório democrata da Flóridadescartou uma nova votação, mas ainda busca um acordo com adireção nacional. (Reportagem de Jane Sutton)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.