Ao lado de Obama, Calderón critica lei imigratória

O presidente do México, Felipe Calderón, disse hoje, durante visita aos Estados Unidos, que os mexicanos no Arizona estão enfrentando "discriminação". A declaração é feita após o Estado do sudoeste norte-americano aprovar uma controversa nova lei imigratória.

AE, Agência Estado

19 Maio 2010 | 15h42

Calderón fez o comentário no momento em que o presidente dos EUA, Barack Obama, recebeu-o na Casa Branca para uma visita oficial. Calderón enfrenta pressão doméstica para pedir a Washington reformas em suas leis imigratórias.

"Apesar da enorme contribuição deles para a economia e a sociedade dos Estados Unidos", disse Calderón, milhões de imigrantes "ainda vivem nas sombras, e às vezes, como no Arizona, enfrentam padrões de discriminação".

Obama recebe Calderón e a primeira-dama mexicana na Casa Branca para um jantar. O presidente do México deve ainda falar em uma sessão conjunta do Congresso dos EUA. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
EUA México Felipe Calderón Barack Obama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.