AFP PHOTO / GEOFFROY VAN DER HASSELT
AFP PHOTO / GEOFFROY VAN DER HASSELT

Ao lado de Putin, Macron acusa imprensa russa de publicar notícias falsas contra ele

Eles se comportaram como órgãos de influência e de propaganda mentirosa, afirma líder francês

O Estado de S.Paulo

29 Maio 2017 | 16h52

PARIS - O presidente francês, Emmanuel Macron, criticou diante do líder russo, Vladimir Putin, a ação de dois meios de comunicação russos na eleição francesa, na qual ele derrotou a candidata da extrema direita Marine Le Pen.

Segundo Macron,  o site Sputnik e o canal Russian Today espalharam notícias falsas sobre ele e tentaram influenciar o resultado eleitoral.  

"Em várias ocasiões esses veículos divulgaram mentiras sobre a minha pessoa e a nossa campanha", disse ele ao lado de Putin. "Eles se comportaram como órgãos de influência e de propaganda mentirosa."

A campanha de Mácron chegou a proibir a participação de jornalistas dos dois veículos de cobrir atos de candidato. 

Putin não comentou as declarações de Mácron. Ainda durante a campanha o Kremlin e a Rússia Today negaram as acusações.

Na coletiva, o presidente russo negou que seu país estivesse por trás de ataques cibernéticos contra a campanha de Macron. / REUTERS

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.