Ao menos 20 pessoas morrem em ataques no Iraque

Um homem armado matou um funcionário do Ministério da Saúde e toda a sua família em casa na cidade de Sadiyah localizada ao norte da capital do Iraque, informaram autoridades. Ataques em todo o país deixaram ao menos 20 mortos neste domingo.

AE, Agência Estado

15 de dezembro de 2013 | 15h37

O homem usou um silenciador ao matar o funcionário, sua esposa, dois filhos e uma filha de 10 anos, enquanto eles dormiam em Sadiyah na manhã do domingo, informou a polícia.

Em um outro ataque a um ônibus duas pessoas morreram e sete ficaram feridas na cidade de Waziriyah ao noroeste de Bagdá, informou a polícia. Na cidade de Mosul, uma patrulha armada escapou de uma explosão em uma estrada, mas dois civis morreram e quatro ficaram feridos, informaram autoridades.

Também em Mosul, um homem armado matou Nawras al-Nuaimi, apresentadora de TV que trabalhava em um canal local, enquanto ela caminha próximo de sua residência na noite de domingo, informou a polícia.

Mais cedo, a polícia informou que uma bomba explodiu próximo a um restaurante, matando três pessoas e ferindo outras quatro no oeste de Bagdá.

Quatro pessoas também foram mortas e seis ficaram feridas na explosão de um carro bomba em uma rua comercial de Husseiniyah, ao noroeste de Bagdá.

Na vizinhança xiita de Sadr, três pessoas foram mortas e oito ficaram feridas quando um ataque à bomba atingiu o ônibus no qual viajavam.

A violência aumentou no Iraque desde o massacre no campo sunita em uma cidade no noroeste do país em abril. Ao menos 214 pessoas morreram em ataques em todo o país até o momento este mês, segundo estimativa feita pela Associated Press. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraquebombamortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.