Ao menos dez mineiros devem deixar hoje hospital

Pelo menos dez mineiros resgatados esta semana no norte do Chile devem deixar hoje o Hospital de Copiapó, informou o jornal local El Mercurio em seu site. O médico Jorge Montes, subdiretor médico do hospital, disse que a situação de saúde do grupo é bastante satisfatória e ao menos mais dez deles devem deixar a instituição. O grupo de 33 mineiros foi retirado esta semana da mina San José, após passar mais de dois meses preso a quase 700 metros de profundidade.

AE, Agência Estado

15 de outubro de 2010 | 13h33

Ontem os primeiros três, do grupo inicial de 33, deixaram o hospital. Segundo Montes, mesmo os casos de um mineiro com problema respiratório e outro com problema ocular estão evoluindo bem e "não vão motivar uma estada prolongada neste hospital".

Montes disse que o mineiro Mario Sepúlveda está sendo avaliado pela equipe de saúde mental da instituição. O coordenador dos psicólogos da operação de resgate, Alberto Iturra, explicou que os mineiros saíram "muito esgotados e, quando alguém está esgotado, a sensibilidade aumenta quase ao máximo e as tolerâncias baixam para quase o mínimo", segundo o jornal. "Eles necessitam de um período de adaptação. Têm de superar este processo de recuperação, mas, em geral, todos eles vão conseguir com sucesso", completou Iturra.

Tudo o que sabemos sobre:
Chileresgatemineiroshospital

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.