Aos 100 anos, morre Erich Priebke, nazista que massacrou civis na Itália

Criminoso de guerra viveu por décadas na Argentina até ser extraditado e julgado

O Estado de S. Paulo,

11 de outubro de 2013 | 10h55

ROMA - Morreu nesta sexta-feira, 11, aos 100 anos de idade, na Itália o criminoso de guerra nazista Erich Priebke. Ex-oficial da SS, ele cumpria prisão domiciliar em Roma desde 1998 pelo massacre de 335 civis italianos em 1944, durante a Segunda Guerra Mundial.

Priebke chefiou a equipe da SS que executou os civis, numa ação em represália a uma emboscada de guerrilheiros da resistência italiana ao nazi-fascismo que matou 33 soldados alemães.

Depois da guerra, ele fugiu para a Argentina. Ele viveu em Bariloche até a década de 90, quando foi descoberto por uma equipe de TV americana. Ele acabou sendo extraditado e julgado na Itália.

Seu advogado, Paolo Giachini, disse que Priebke deixou uma entrevista com seu "testamento político", que será divulgada nos próximos dias.  / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Segunda Guerra Mundialnazismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.