AP acusa Israel de assassinar coronel

A Autoridade Palestina (AP) acusou Israel de ter assassinado hoje o coronel Tayser Khattab, de 52 anos, alto assessor do chefe da Inteligência palestina, Amin al-Hindi. O governo israelense negou envolvimento na ação. O carro de Khattab explodiu quando ele se dirigia ao QG do setor na Cidade de Gaza. Um de seus auxiliares ficou gravemente ferido. A bomba aparentemente foi plantada no veículo e detonada por controle remoto. Khattab era membro da Fatah, facção palestina a que pertence o presidente da AP, Yasser Arafat.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.