AP elogia Suécia por reconhecer Palestina independente

Apreciamos esse passo e o consideramos um importante meio para encorajar outros países a abordar o mesmo enfoque, diz porta-voz

O Estado de S. Paulo

30 de outubro de 2014 | 09h42

RAMALLAH - A Autoridade Palestina (AP) elogiou nesta quinta-feira, 30, a decisão da Suécia de reconhecer o Estado palestino e encorajou outros países da Europa e do mundo a fazer o mesmo como única maneira de assegurar a paz na região.

"Apreciamos esse passo e consideramos que é um importante meio para encorajar outros países a abordar o mesmo enfoque. Esta é a única maneira de apostar em uma paz séria na região", declarou o porta-voz da AP, Yasser Abed Rabbo.

Yasser, assessor do presidente palestino, Mahmoud Abbas, disse que "se o mundo não der passos valentes e reconhecer a Palestina, a coalizão de extrema direita em Israel continuará sua política de solapar a possibilidade de um Estado palestino mediante diferentes pretextos e desculpas".

O negociador Saeb Erekat, membro do Comitê Central da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), comemorou o que considera um passo concreto no espinhoso caminho rumo à solução dos dois Estados.

"A Suécia deu um passo concreto em apoio à solução de dois Estados e pelo respeito ao direito à autodeterminação do povo palestino, esperamos que seu exemplo seja seguido por todos aqueles que assinalam que querem uma paz justa na região", disse à Efe seu assessor de imprensa, Xavier Abu Eid. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Autoridade PalestinapalestinosSuécia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.