REUTERS/Andres Martinez Casares
REUTERS/Andres Martinez Casares

Apagão interrompe entrevista coletiva de Maduro

Apesar de o governo garantir que o país não enfrenta uma crise, a falta de energia é cada vez mais frequente no país

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2019 | 00h56

CARACAS - Uma falha elétrica interrompeu nesta sexta-feira uma entrevista coletiva do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, no palácio presidencial de Miraflores, Caracas.

Ele falava sobre a entrada de ajuda humanitária no país quando a sala ficou às escuras e o canal VTV cortou a transmissão.

O apagão foi parte de uma falha elétrica que afetou várias zonas de Caracas e do Estado de Miranda. A Corporação Elétrica Nacional não informou o motivo da falha no fornecimento de energia.

Apesar de o governo garantir que o país não enfrenta uma crise, não é a primeira vez que uma falha elétrica interrompe um ato do presidente, pois os apagões no país são cada vez mais comuns.

Segundo a mídia local, no mês passado dois pacientes morreram em um hospital de Caracas, pois estavam em uma UTI e os aparelhos de suporte vital se desligaram durante um longo apagão.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.