Apenas 1% de material vazado por Snowden foi divulgado

O jornal inglês The Guardian publicou apenas 1% do material fornecido por Edward Snowden, ex-agente da Agência Nacional de Segurança, afirmou nesta segunda feira o editor da publicação Alan Rusbridger.

AE, Agência Estado

03 de dezembro de 2013 | 16h56

O Comitê para Assuntos Externos do Parlamento inglês ouviu Rusbridger nesta segunda-feira em uma sessão que trata do terrorismo.

O Guardian publicou uma série de estórias baseadas em documentos fornecidos por Snowden e que revelaram a escala de espionagem feita pelos agentes dos EUA e ingleses.

Rusbridger contou que os documentos vazados por Snowden somam cerca de 58 mil arquivos. Governo e funcionários da inteligência disseram que o vazamento das informações compromete a segurança do Reino Unido e contribui com os terroristas.

Rusbridger disse que o Guardian fez "uma escolha bastante seletiva" do que seria publicado e não revelou qualquer nome de funcionários da inteligência. "Não publicanos nomes e não perdemos o controle dos nomes." Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAespionagemGuardian

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.