Apoio a Bush disparou após 11/9

Sondagens de institutos de pesquisa indicam que as ameaças terroristas ajudam a aumentar o apoio aos republicanos. Segundo uma pesquisa divulgada pelo Gallup em 10 de setembro de 2001 (véspera dos ataques da Al-Qaeda nos EUA), a aprovação do presidente George W. Bush era de 51% (com 39% de desaprovação). Em 15 de setembro, uma nova pesquisa mostrou que o índice de aprovação de Bush subiu para 90% (com 6% de desaprovação). Foi o melhor resultado de um presidente desde que o Gallup iniciou tais pesquisas, na presidência de Franklin Roosevelt (1933-45). Nas eleições de 2004, Bush derrotou o democrata John Kerry usando a mesma tática: acusando o rival de não ser duro com terroristas e afirmando que o país estaria mais vulnerável a um ataque se um democrata estivesse na presidência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.