Apoio a Kirchner chega a 84% entre os argentinos

Cerca de 83,5% dos argentinos acreditam que a situação econômica do país vai melhorar e 83,9% deles consideram bom o início da gestão do presidente Néstor Kirchner, segundo uma pesquisa publicada neste domingo pelo diário Página/12. O índice de otimismo dos argentinos é um ponto porcentual acima de uma pesquisa semelhante feita há uma semana. Já a avaliação do presidente cresceu 3 pontos porcentuais.De acordo com o levantamento, feito pela consultoria OPSM/Zuleta Puceiro, apenas 19,9% acreditam que a situação econômica vai mal, 49,9% consideram regular e 21,1% disseram que a economia vai bem. Para Enrique Zuleta Puceiro, responsável pela enquete, Kirchner "já deixou para trás a lua-de-mel inicial" e agora os argentinos já o apoiam pelas orientação políticas dele. A pesquisa ouviu 1.100 pessoa em 65 cidades do país, com uma margem de erro de 2,95%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.