Apoio ao primeiro-ministro japonês cai abaixo de 50%

O apoio ao governo atual governo do Japão, que tomou posse há três meses, caiu abaixo dos 50% pela primeira vez segundo uma pesquisa divulgada realizada pela Jiji Press e divulgada nesta sexta-feira. O levantamento também mostrou que os eleitores reclamam da falta de liderança do primeiro-ministro Yukio Hatoyama.

AE, Agencia Estado

18 de dezembro de 2009 | 15h08

O premiê de centro-esquerda tem sido acusado pelos meios de comunicação de ser vago e inconsistente na negociação sobre a transferência de bases militares norte-americanas e de ser hesitante em suas declarações e questões econômicas.

O nível de aprovação de Hatoyama, que assumiu o cargo após uma grande vitória nas eleições de agosto, caiu pelo segundo mês seguido, recuando 7,6 pontos porcentuais para 46,8%, segundo a Jiji Press. O índice de desaprovação subiu 7,5 pontos para 30,3%. Os que não apoiam o gabinete de Hatoyama citam o que chamam de falta de liderança e afirmaram que esperam pouco de seu governo.

Mais de 70% dos entrevistados na pesquisa disseram que a pessoa que realmente controla o gabinete é Ichiro Ozawa, o poderoso secretário-geral do governista Partido Democrático, mas apenas 10,6% citaram Hatoyama como o verdadeiro dirigente do país.

Hatoyama disse nesta semana que vai postergar até o ano que vem a decisão sobre se vai transferir uma impopular base militar norte-americana localizada na ilha de Okinawa, no sul do país.

A pesquisa foi feita entre os dias 11 e 14 de dezembro e considerou válidas as respostas de cerca de 66% dos 2 mil eleitores entrevistados.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.