Após 3 meses, Fidel reaparece na TV

Em entrevista de uma hora, líder cubano menciona temas atuais e põe fim à onda de rumores sobre sua morte

O Estadao de S.Paulo

07 de setembro de 2022 | 00h00

Fidel Castro reapareceu ontem na TV estatal cubana em uma entrevista gravada. Foi a primeira aparição do presidente afastado de Cuba em mais de três meses. Nas imagens, Fidel, que permaneceu sentado o tempo todo, apareceu mais magro e saudável, embora com a voz fraca. "Aqui estou. Ninguém sabe o dia em que vai morrer", disse.Na tarde de ontem, a programação da emissora oficial do governo foi interrompida para a transmissão de uma conversa de uma hora com Fidel. O líder cubano fez questão de mencionar notícias atuais, como a alta do petróleo e a cotação do euro em relação ao dólar, como forma de provar que o vídeo havia sido gravado recentemente. Lentamente, Fidel também leu trechos do livro The Age of Turbulence, escrito por Alan Greenspan, ex-diretor do Banco Central americano, que foi lançado esta semana nos EUA. "Aqui está o livro de Alan Greenspan", disse Fidel, mostrando um exemplar da obra. "Ele serve para exercícios de peso", brincou, referindo-se ao grande número de páginas. Outro livro mostrado por ele foi The Reagan Diaries, do ex-presidente americano Ronald Reagan.Fidel, de 81 anos, entregou o poder para seu irmão Raúl, em julho de 2006. Apesar de o governo cubano não confirmar sua doença, analistas dizem que ele sofre de um problema no intestino.Fidel ficou longe das câmeras por mais de cem dias, o que levantou suspeitas de que sua saúde tivesse se deteriorado e causou rumores de que ele tivesse morrido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.