Após 5 horas de negociações, estudante liberta reféns

Após cinco horas de negociações com a polícia, um estudante armado que havia feito reféns 23 alunos e uma professora, em uma escola de ensino médio na cidade de Marinette, no Estado de Wisconsin, nos EUA, decidiu libertar todos eles. Não há registros de feridos. Segundo o chefe da polícia da cidade, Jeff Skorik, a polícia foi chamada à escola secundária de Marinette depois que um pedido de socorro foi enviado às 15h48, no horário local (19h48, no horário de Brasília).

Agência Estado

30 de novembro de 2010 | 01h37

Após a identificação do aluno, que portava um revólver, sua família foi convocada para vir até a escola e ajudar nas negociações, que foram feitas por intermédio de um telefone. A professora sequestrada atuou como mediadora. Diante da tensão que se seguiu ao sequestro dos alunos e da professora, cerca de 40 socorristas ficaram a postos do lado de fora da instituição e a área foi isolada. Na escola secundária de Marinette estudam cerca de 800 estudantes, de acordo com o site da instituição. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EstudantearmadolibertarefénsEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.