AFP PHOTO / LILLIAN SUWANRUMPHA
AFP PHOTO / LILLIAN SUWANRUMPHA

Após alerta de atentado, autoridades da Tailândia reforçam segurança em diversos pontos da capital

De acordo com veículos de imprensa locais, agentes foram deslocados para zonas turísticas da cidade, perto de aeroportos e embaixadas

O Estado de S.Paulo

11 Outubro 2016 | 14h00

BANGCOC - Autoridades da Tailândia reforçaram nesta terça-feira, 11, a segurança em Bangcoc e nas províncias vizinhas após um alerta da polícia sobre a possibilidade de um atentado com carro-bomba na capital.

Agentes foram deslocados para zonas turísticas da cidade, perto de embaixadas e aeroportos, de acordo com informações do jornal Bangcoc Post.

O subdiretor da Polícia Nacional, Srivara Ransibrahmanakul, confirmou que foram recebidos relatórios de inteligência que apontavam para o planejamento de atentados com explosivos em três localidades da capital e províncias próximas que seriam cometidos até o final do mês.

O primeiro-ministro da Tailândia, Prayuth Chan-ocha, declarou que é necessária uma investigação mais aprofundada dos relatórios de inteligência e pediu que não fosse divulgado outros dados sobre o alerta.

Nas primeiras horas do dia, as autoridades haviam prendido em Bangcoc 10 pessoas suspeitas de colaborar com a insurgência muçulmana que atua no sul do país, grupos que teriam ligação com a série de atentados com bomba realizados em várias províncias meridionais no mês de agosto.

Em outro operação na Província de Samut Prakan, no sul de Bangcoc, a polícia prendeu um técnico suspeito de modificar telefones celulares para usá-los como detonadores, informou a emissora Thai PBS. / EFE

Mais conteúdo sobre:
TailândiaTerrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.