Após ameaça terrorista, empresas turcas deixam o Iraque

Duas empresas turcas iniciaram a retirada de seus funcionários do Iraque, horas depois de terroristas que mantêm trabalhadores turcos como reféns terem ameaçado decapitá-los se as companhias permanecessem no país, informa a agência Anatolia. Os dois reféns - Abdullah Ozdemir e Ali Daskin - foram capturados em um local de construção.Em um vídeo exibido por emissoras de TV turcas, os terroristas disseram que matarão os homens se as empresas para as quais trabalham não partirem em três dias. As companhias, Usluel e SA-RA, anunciaram que acatarão a exigência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.