Após aprovar nova Carta, Morsi troca 10 ministros

Os ministros das Finanças e do Interior do Egito devem ser substituídos hoje numa reforma parcial prometida pelo presidente Mohamed Morsi em dezembro, quando um referendo aprovou uma nova Constituição de perfil islamista. Segundo a agência estatal Mena, trata-se de uma tentativa de conter a pressão popular em meio a uma crise econômica. Dez novos ministros devem assumir o cargo hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.