Police Cantonale Valaisanne/Handout via REUTERS
Police Cantonale Valaisanne/Handout via REUTERS

Após avalanche, Suíça encerra buscas ao não encontrar mais vítimas

Um homem morreu em decorrência de ferimentos depois de ser resgatado do acidente, que aconteceu em um resort de esqui em Crans-Montana

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de fevereiro de 2019 | 11h09

CRANS-MONTANA, Suíça - Os socorristas que trabalharam na tentativa de achar esquiadores desaparecidos após uma avalanche no resort suíço de Crans-Montana cancelaram as buscas ao não encontrarem mais vítimas, declarou a polícia suíça nesta quarta-feira, 20.

“A busca durou toda a noite e foi interrompida nesta manhã. Não há sinalização de desaparecimentos e o quadro é de quatro feridos, incluindo um em estado grave”, afirmou a polícia de Valais em um comunicado. Se necessário, as buscas poderão ser retomadas, segundo as autoridades.

Após uma grande avalanche atingir uma pista de esqui na terça-feira 19, quatro pessoas foram resgatadas da neve e permanecem no hospital de Sion para tratar das lesões. Uma delas, um homem francês de 34 anos de idade cujo trabalho é checar a segurança das pistas de esqui, morreu em decorrência dos ferimentos.

Cerca de 250 bombeiros, médicos, policiais e militares participaram das buscas, junto com oito helicópteros e uma dúzia de cães de busca. / AP e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Suíça [Europa]avalanche

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.