Após chegada, Pelosi dialoga com ministros na Síria

A presidente da Câmara dos Representantes (deputados) dos Estados Unidos, a democrata Nancy Pelosi, se encontrou com ministros da Síria nesta quarta-feira, 4, para início de diálogo mesmo com forte crítica da Casa Branca.Pelosi estava acompanhada de membros do Congresso americano e iniciou conversas com o ministro de Relações Exteriores da Síria, Walid al-Moallem, e deve se encontrar com o presidente do país no fim do dia.A Casa Branca criticou a viagem, argumentando que ela transmite um sinal errado a um país que "apóia" o terrorismo.Em pronunciamento nesta terça-feira, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, disse que tentativas de relacionamento com a Síria não devem render resultados positivos."Muitos foram visitar o presidente sírio, mas nenhuma ação foi tomada", afirmou Bush. "Uma coisa é enviar uma mensagem e outra é fazer alguma coisa", acrescentou.Pelosi não quis comentar as declarações de Bush quando chegou ao aeroporto sírio na terça-feira.A presidente da Camara dos Representantes visitou a Mesquita Omayyad na Síria. Ela fez o sinal da cruz em frente à tumba onde estava a cabeça de João Batista. Apenas 10% da população síria é cristã.Já próxima do mercado Bazouriyeh, Pelosi foi cercada por uma multidão que queria conversar com ela. Em seguida, ela comprou alguns cocos e pesquisou preços de jóias e carpetes. Os democratas americanos argumentam que os Estados Unidos devem ter boas relações com países do Oriente Médio para facilitar a resolução da crise no Iraque, mas Bush rejeita as recomendações acusando o Irã e Síria de fornecer armas a grupos terroristas iraquianos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.