Após ciclone na Índia, marinheiros são resgatados

A guarda costeira da Índia resgatou 17 marinheiros nesta segunda-feira. Segundo as autoridades, os marinheiros estavam em um navio que foi atingido pelo ciclone Phailin. O número de mortes causadas pelo ciclone subiu para 23.

AE, Agência Estado

14 de outubro de 2013 | 05h05

A evacuação em massa promovida pelo governo poupou as mortes generalizadas que muitos esperavam no final de semana com a passagem do ciclone, que destruiu casas e colheitas.

O bote salva-vidas levando a tripulação do MV Bingo foi visto na costa do estado de Orissa. Eles foram levados para Calcutá nesta segunda-feira.

"Todos eles estão seguros e agora eles foram enviados a um hospital para check-up", disse Rajendra Nath, comandante da Guarda Costeira do país.

O ciclone Phailin, a mais forte tempestade tropical a atingir a Índia em mais de uma década, enfraqueceu significativamente depois de fazer atingir a região, com ventos de até 210 quilômetros por hora, de acordo com os meteorologistas da Índia. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
índiacicloneresgate

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.