Após cinco semanas, garota pára de soluçar

Ela tentou incontáveis remédios e soluções caseiras, mas por mais de cinco semanas nada conseguiu parar o soluço de Jennifer Mee, de 15 anos - até que a crise finalmente parou.Depois de atrair a atenção da mídia dos EUA, a jovem de St. Petersburg, Flórida, disse que seu soluço parou de repente, por volta das 17 horas da última quarta-feira, 28. Até agora ninguém sabe o que provocou o fim do soluço.A garota disse que está muito melhor agora do que em semanas, mas ainda sente o efeito do período que passou soluçando. "Agora mesmo, meu nariz está queimando, minha garganta dói". Jennifer começou a soluçar no dia 23 de janeiro, com uma freqüência de 50 soluços por minuto, que só paravam enquanto ela dormia.Nessas cinco semanas, ela procurou um especialista em doença infecciosa, um neurologista, um acupunturista, um hipnotizador e vários remédios que prometiam a solução. Todos sem sucesso. Sua mãe procurou a imprensa há duas semanas para tentar achar uma ajuda para a garota.De acordo com o Instituto Nacional de Saúde dos EUA, soluços podem ter diversar origens, de comidas apimentadas até stress, e eles podem começar sem razão alguma. O soluço é causado por contrações involuntárias do diafragma, que faz com que as cordas vocais se fechem brevemente, causando o som característico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.