AP Photo/Lynne Sladky
AP Photo/Lynne Sladky

Após comentário de Trump, México se retira de Miss Universo

Ao lançar sua candidatura às primárias do Partido Republicano à Casa Branca, magnata fez declarações xenófobas contra mexicanos que também já lhe custaram vários contratos com emissoras de TV

O Estado de S. Paulo

30 de junho de 2015 | 21h06

CIDADE DO MÉXICO - A ex-Miss Universo Lupita Jones confirmou nesta terça-feira, 30, que o México não participará do concurso em retaliação aos "comentários racistas" do magnata americano Donald Trump sobre os imigrantes mexicanos.

"Como mexicana fiquei muito ofendida e indignada igual a todos, como Miss Universo me parece que Donald Trump está causando muito prejuízo à organização", afirmou Lupita Jones, diretora do concurso Nossa Beleza México, em sua conta no Twitter.

"O Miss Universo é um concurso com grande história no mundo, que se caracterizou por convidar os países a participarem de um evento onde predomina a amizade e a união, jogando abaixo as barreiras culturais", apontou.

Por isso, lamentou que pelos "comentários racistas de Trump se perca o que o concurso promoveu e representou durante tantos anos, que é um ambiente de harmonia e paz entre as nações".

O Grupo Televisa anunciou na segunda-feira que não participará de projetos de comunicação ligados a Trump, depois de ele afirmar que os imigrantes mexicanos levam drogas, crime e estupradores aos EUA, durante o lançamento de sua pré-candidatura à presidência pelo Partido Republicano.

"Trump, longe de reconsiderar, continuou a atacar os imigrantes e qualquer meio de comunicação que o criticou", afirmou a empresa, que destacou "não ser indiferente a essas declarações e rejeitar energicamente toda forma de discriminação, racismo ou xenofobia".

Desde então, a chuva de críticas a Trump não parou. A emissora latina Univisión rompeu relações comerciais com Trump na sexta-feira, ontem fez o mesmo a emissora americana NBC, a Televisa e a Ora TV, criada pelo mexicano Carlos Slim e pelo apresentador Larry King. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.