Após desastre na Colômbia, 29 corpos são resgatados

Parentes de desaparecidos continuavam a esperar por notícias ao pé da colina que desmoronou no município de Bello, departamento (Estado) de Antioquia, 250 quilômetros a noroeste de Bogotá. As equipes de resgate já retiraram 29 corpos do local, mas ainda há pelo menos 90 desaparecidos.

AE, Agência Estado

07 de dezembro de 2010 | 12h21

O presidente Juan Manuel Santos pretendia ir até o bairro "La Gabriela", onde na tarde do último domingo o deslizamento de 50 mil metros cúbicos de terra encobriu cerca de 30 casas. Socorristas e voluntários - dentre eles parentes das vítimas - contam com a ajuda de 16 cães farejadores para as buscas entre pedras e restos das construções.

"Daqui não sairemos até tirarmos todos...ombro a ombro com os integrantes da equipe de resgate", disse Luis Fernando Calderón, trabalhador da construção civil, de 34 anos, enquanto removia terra e escombros com as mãos. "Eu havia saído alguns minutos antes para me exercitar, para correr, foi coisa de segundos e nossa casa não estava mais ali", acrescentou Calderón, cuja mulher e a filha de 11 anos estão desaparecidas.

Dos 29 corpos resgatados, pelo menos 11 são de menores de idade e nove estavam num parquinho que ficava na metade da colina, informou José Rolando Serrano, subsecretário de governo da prefeitura de Bello, município de 500 mil habitantes.

Serrano disse que os corpos encontrados até agora estavam a pouco mais de dois metros de profundidade e que foram descobertos por cães farejadores. Mas ele não descartou que haja mais corpos em profundidades maiores e que o trabalho de retirar os desaparecidos se estenda por mais alguns dias.

Com o resgate dos corpos em Bello, as mortes por causa das chuvas em 2010 na Colômbia subiram para 205, segundo dados do Escritório Nacional de Atenção e Desastres do Ministério do Interior. No ano passado, as chuvas mataram 110 pessoas e em 2008 as vítimas fatais foram 48, de acordo com dados da Cruz Vermelha colombiana. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
desastreColômbiaresgatechuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.