AFP PHOTO / STR
AFP PHOTO / STR

Após devastar Porto Rico, furacão Maria avança em direção às ilhas Turcas e Caicos

Fenômeno cortou a energia dos porto-riquenhos e elevou o nível de diversos rios; Trump declarou território como ‘zona de grande desastre’

O Estado de S.Paulo

22 Setembro 2017 | 10h55

SAN JUAN, PORTO RICO - O furacão Maria avança nesta sexta-feira, 22, em direção às Ilhas Turcas e Caicos, após assolar Porto Rico e outras ilhas do Caribe, com ventos e chuvas que destruíram casas, inundaram ruas e deixaram mais de 30 mortos.

Maria é o segundo grande furacão a atingir o Caribe neste mês e o mais forte a atingir o território americano de Porto Rico em quase 90 anos. A tempestade cortou a energia da ilha e diversos rios atingiram níveis recorde. Ao menos 15 pessoas morreram na região, segundo o jornal El Nuevo Día‏.

O presidente dos EUA, Donald Trump, declarou o território como "zona de grande desastre", o que libera fundos ilimitados de ajuda federal para a ilha. "Porto Rico está totalmente devastado e em um estado muito delicado", explicou ele na quinta-feira.

O governador Ricardo Rosselló alertou que as coisa podem ficar piores. "O que provoca mais mortes neste tipo de evento é a chuva", explicou. "Antecipamos que seria o maior desastre do século em Porto Rico e efetivamente assim o foi.”

Na Ilha de Dominica, que tem população de cerca de 71 mil pessoas, 14 mortes foram relatadas. Duas outras pessoas morreram no território francês de Guadalupe e uma nas Ilhas Virgens. O número de mortes no Caribe deve aumentar quando as buscas forem retomadas. / REUTERS e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.