Após dia violento, Fatah e Hamas anunciam novo cessar-fogo

O presidente palestino, Mahmoud Abbas, anunciou nesta terça-feira um novo acordo entre a sua facção Fatah e o grupo islâmico Hamas, envolvidos em confrontos que na terça-feira mataram seis pessoas."Abençoamos e apoiamos este acordo. Após uma hora, ele vai entrar em vigor", disse Abbas a jornalistas em Ramallah (Cisjordânia). "Esperamos que todos cumpram este acordo", acrescentou.Chefes de segurança do Hamas e do Fatah haviam aparecido juntos um pouco antes em Gaza para declarar que Abbas e o primeiro-ministro Ismail Haniye haviam concordado em retirar suas forças das ruas a partir das 23h (19h em Brasília).Um cessar-fogo anterior, no fim de semana, durou 24 horas.A terça-feira foi o dia mais sangrento desde o recrudescimento do confronto interno, ao longo do fim de semana. Quatro dos seis mortos foram vítimas de batalhas nas ruas. Os corpos de dois agentes de segurança leais a Abbas foram encontrados horas depois de terem sido seqüestrados, segundo fontes hospitalares.Temendo que a situação esteja saindo de controle, governos árabes e ocidentais pediram aos palestinos que superem suas diferenças, agravadas desde sábado, quando Abbas anunciou eleições antecipadas para substituir o governo do Hamas. O grupo islâmico qualificou a decisão de "golpe".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.