Após fala de Ahmadinejad, Rússia critica 'demagogia'

A Rússia é contrária ao extremismo político e à demagogia, disse hoje Sergei Prikhodko, principal assessor de política externa do Kremlin. Os comentários foram uma reação às críticas a Moscou feitas pelo presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad.

AE, Agência Estado

26 Maio 2010 | 11h03

"Qualquer imprevisibilidade, extremismo político, falta de transparência ou inconsistência na tomada de decisões é inaceitável para a Rússia", afirmou Prikhodko, em declarações divulgadas por agências de notícias estatais. "Ninguém nunca conseguiu manter sua autoridade por meio da demagogia política."

Agências russas disseram que a fala de Prikhodko era uma reação aos comentários de Ahmadinejad. Em discurso, o líder iraniano acusou o presidente russo, Dmitry Medvedev, de ficar ao lado dos inimigos do Irã, na crise envolvendo o programa nuclear do país persa.

O Irã é pressionado por seu programa nuclear e pode sofrer uma quarta rodada de sanções no Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU) por isso. Teerã diz ter apenas fins pacíficos, mas potências lideradas pelos Estados Unidos temem que o país busque armas nucleares. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.